Sexta-feira, 27 de Janeiro de 2012

Google - As 20 melhores canções de amor

O google tem tudo... pelo menos, tudo aquilo que se procura. É raro não encontrarmos o que procuramos e, nesse caso, devemos ponderar se de facto, essa coisa existe (ou, pelo menos, se se escreve de forma parecida).

 

Um dia destes lembrei-me de procurar as melhores canções de amor. Tenho a minha lista, mas na cabeça, e como não é o que era, quando ouço uma no rádio, ao volante do carro, tento apontar no que estiver à mão: papel, telemóvel, o que calhar. Nesse dia, lembrei-me que melhor que esperar que as rádios que ouço se lembrem de passar as minhas preferidas no momento em que estou a ouvir, era pesquisar no google. E encontrei um blog brasileiro muito curioso - "Vida Ordinária" - onde o seu autor, Alexandre Esposito, começa por fazer um top 20 das melhores estrangeiras , e, depois, das Brasileiras. É certo que trocaria uma ou outra, principalmente na primeira lista, mas achei fabulosa a descrição, ou justificação, de cada uma delas estar no seu top, com direito ao respectivo vídeo e pequeno excerto da letra. Muito bem escrito e de uma forma descontraída, gostei de ter esbarrado com este blog!

publicado por fraufromatlantida às 10:13
link do post | mergulhar | favorito
|
Quinta-feira, 26 de Janeiro de 2012

Desabafo

Numa altura em que se fala de Marketing holístico e de Marketing interno, a falta de comunicação intra-empresarial é das piores coisinhas que pode haver: dá azo à formação de "quintais", a mal entendidos, a gente que se sente ofendida porque determinada pergunta dirigida ao departamento mais lógico, afinal deveria ter sido colocada a outro departamento, gente a trabalhar para um fantasma que não vê, perdas de tempo em discussões sobre quem é responsável por quê. Num tempo em que se fala em aumentar a produtividade, ainda há que olear o sistema para que ele funcione sem atritos... Porque onde há atrito, há tempo perdido; logo, menos produtividade relativamente ao potencial.

publicado por fraufromatlantida às 12:55
link do post | mergulhar | favorito
|
Terça-feira, 24 de Janeiro de 2012

Estacionamento low-cost no aeroporto - e a saga de uma viagem de trabalho

Na semana passada estive 3 dias perto de Frankfurt, em trabalho. Durante essa breve estadia, não vi o sol sem ser pelas vidraças que servem de tecto ao fórum. Saíamos do hotel às 8:30, chegávamos à empresa 5 minutos depois, conversas - de trabalho -  e a reunião começava, pontualmente, às 9:00. Coffee-break falando de trabalho, almoço volante, idem-aspas. Às 18:00 estávamos de volta ao hotel, um frio de rachar, e às 19:00 já estávamos no restaurante. Trabalho, trabalho, trabalho...

 

Na sexta-feira estava de rastos. A reunião terminou às 15:00 e a chefe quis ir logo para o aeroporto (o que me irrita solenemente, porque é mais do mesmo e o vôo era às 18:30). Seca no aeroporto, chefe em stress porque 1h antes ainda não tínhamos porta de embarque (apesar de eu ter dito quinhentas mil vezes que não começa a embarcar sem ser anunciada a porta). A meio da tarde, eu já era um farrapo! Tinha comprado umas coisinhas de fruta, deliciosas, para oferecer ao meu homem (bem mais baratas na Alemanha), mas com os nervos, abri a caixa e, antes de embarcar, já tinha comido tudo!

 

O voo parecia a "never ending story", ou era eu que já estava que não podia. Tudo me irritava. O tuga com um namorado lindo, que ficou ao meu lado, mas que se armava a falar inglês com as hospedeiras da TAP (vergonha de ser tuga, ou de ser um tuga gay? não cheguei a perceber) um grupo de pré-adolescentes que deve ter ganho um prémio qualquer, e foi com as "storas" (1 "stora" por cada aluno) e que faziam um chiqueiro de todo o tamanho, fazendo questão que todo o avião soubesse ao que foram. E as conversas sobre homens com a "stora" - que não se fez rogada em dar-lhes trela. E o L, que atravessou o avião inteiro de saco na boca, para que as suas amiguinhas vissem que tinha enjoado no avião (e todos os outros passageiros, claro está!).

 

Finalmente aterrámos!! Saí do aeroporto, respirei fundo, e enfiei-me dentro do carro, que estava lavado e entregue pela nova empresa low-cost de parking. Uma viagem péssima, um final de luxo... low-cost.

publicado por fraufromatlantida às 16:24
link do post | mergulhar | favorito
|
Segunda-feira, 23 de Janeiro de 2012

Manhãs da 3 vs The Diogo Beja Show

Durante muitos anos fui ouvinte assídua da Antena3. Adorava as manhãs da 3. Mas as manhãs da 3 foram tendo vozes diferentes, foram perdendo identidade (ou entidade, como diz Jorge Jesus) e chegaram ao que é hoje o  The Diogo Beja Show. Eu gostava do Diogo Beja com a Ana Lamy, Carlos Malato, Miguel Peixoto e Bubu (acho que não me esqueço de ninguém). E fui gostando das manhãs da 3 até ao Luís Oliveira e Joana (ele muito bom comunicador, ela querida... faziam um bom par). Ainda dei o benefício da dúvida ao diogo Beja, mas desisti, e mudei-me para a Rádio Comercial. O formato do The Diogo Beja Show não tem a ver com nada e não há pachorra para as piadinhas sem sal! Ainda mudo de vez em quando, à hora da Linha Avançada, para ouvir o Carneiro Amigo José Nunes. Ponto final.

 

 

publicado por fraufromatlantida às 10:18
link do post | mergulhar | favorito
|
Segunda-feira, 16 de Janeiro de 2012

Negócio da China

Ao ler a notícia da adolescente de 14 anos que roubou aos pais ouro no valor de €7000 e vendeu por €2400, lembro-me que ouro voltou a ser o negócio da China! O fenómeno a que assistimos com a abertura de lojas chineses, acontece agora agora com lojas que compram ouro. E que são geridas, muitas vezes, por gente sem escrúpulos. É ver tantos a enriquecer à custa do desespero de muitos mais...

 

Mas a vida é assim: os advogados vivem à custa do desespero perante a justiça, os restaurantes, snacks, etc, vivem à custa de quem está desesperado por comer, os médicos vivem à custa de quem está desesperado de dor e mal-estar. Enfim, percebem onde quero chegar.

 

Concluo que, em última análise, os negócios se baseiam em  desesperos. e quanto menos pudor estiver quem o governa, mais enriquece.

 

publicado por fraufromatlantida às 18:07
link do post | mergulhar | ver mergulhos (2) | favorito
|
Terça-feira, 3 de Janeiro de 2012

Shhhhhh... É Segredo!

Há quem viva dos segredos. Instigue segredos. Faça a montanha parir um rato!! E isso irrita-me profundamente. Principalmente quando o pressuposto de segredo parte sempre da mesma pessoa. Mesmo que já mais umas quantas pessoas saibam, sem que alguém lhes tenha dito que era segredo. Até a vinda de uma pessoa para a empresa foi mantida em segredo, revelado apenas no dia em que deu ao largo. E a mim, só me parece mal! Saber-se que alguém sabia uma coisa que não tinha porque ser segredo, mas que fez dela Segredo de Estado! É ridículo...

publicado por fraufromatlantida às 17:43
link do post | mergulhar | favorito
|
Segunda-feira, 2 de Janeiro de 2012

2011 - over - 2012 - in

2012 começa da pior maneira: depois de tantos dias de Sol, temos o primeiro dia do ano sem graça. E eu espero que isto não seja representativo do que para aí vem; faço figas para que este ano seja melhor do que se está à espera. Porque o cenário é negro e só quem não está minimamente consciente é que pode achar que vai ser um ano excelente. Economicamente falando, claro. Mas o pior é que, quando as finanças não estão bem, é preciso ter um grande arcaboiço, uma grande presença de espírito, para não fazer ruir muita coisa. Porque em casa onde não há pão, todos ralham e ninguém tem razão. Porque apertar o cinto não é fácil, especialmente quando este já não tem mais buracos. Ou, quando estamos demasiado "fortes" e sabemos que não se emagrece de um dia para o outro (leia-se quando os gastos fixos mensais não permitem diminuições drásticas).

 

2011 começou com 2 lutos. Primeiro a tia mais velha, com uma neoplasia. Diz que estava toda "minada" mas, por incrível que pareça, teve um fim santo e com pouco sofrimento (mais psicológico que físico). Foi um grande abalo, ver desaparecer aquela que sempre foi um grande pilar na família. Uns dias depois, a avó, com 101 anos e uma saúde de ferro (a cabeça é que tinha dias), mas que se foi por amor e falta de quem nos últimos anos lhe serviu de amparo, a filha mais velha. Deixou de ingerir fosse o que fosse.

 

2011 foi, também, o ano que decidimos dar o nó, um nó que para já, é só nosso, e que ainda não sabemos se passará a oficial. Juntámos os trapos. Os corações já estavam juntos.

 

De resto, foi um ano normal, com altos e baixos, como há sempre

 

2012 começa logo com uma grande mudança: a de chefia. Espero que seja para melhor, porque já não podia piorar muito...

 

Bom 2012!!!

tags:
publicado por fraufromatlantida às 10:37
link do post | mergulhar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar na Atlântida

 

.Setembro 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
24
25
26
27
28
29
30

.mergulhos recentes

. Não ter onde cair morto -...

. O encontro com "myself"

. Voltando à história do ca...

. Troika negoceia Verão com...

. O meu dia de ontem...

. Sobre a adopção por casal...

. Sou Benfica!!!!

. Afinal deu frutos!

. A Peregrinação

. Acerca dos (escandalosos)...

.arquivos

. Setembro 2014

. Julho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Agosto 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Julho 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Abril 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

.tags

. todas as tags

.favorito

. A Gaffe recortada

. Quem é que estava velho, ...

.atlantes

.Mergulhadores

blogs SAPO

.subscrever feeds